JOY OF NATURE

joy-of-nature-lavanda

AROMATERAPIA

Um dos aromas mais conhecidos, e apreciados, através dos séculos é certamente a lavanda. Suave, fresco, sedutor, medicinal. Caminhar por entre os campos de lavanda na Provence é uma experiência sensorial elevada à máxima potência. Contanto que o faça até antes de agosto, é possível peregrinar pelas plantações, deixando-se levar pelos cheiros, texturas e tonalidades arroxeadas, dos lilases, azulados, rosados, ao roxo intenso. Um espectro visual como nas ametistas ou nas rubelitas. Abadia de Sénanque, Plateau de Valensole, Gorges du Verdon, Lagarde d’Apt, Plateau d’Albion…destinos que oferecem paisagens cênicas, alinhadas simetricamente ou selvagens, puras ou até mesmo mescladas à girassóis e trigos.

joy-of-nature-sakura

SABEDORIA EM FLOR

Sakura. Assim é chamado um dos mais belos patrimônios japoneses: a flor de cerejeira. Símbolo da beleza feminina, expressa em suas delicadas pétalas o amor, a felicidade, a renovação e a esperança. São mais de 300 variedades, todas em tonalidades rosa quartzo, que desabrocham para marcar o fim do inverno e a chegada da primavera — um espetáculo que recebe espectadores ansiosos todos os anos. Segundo a tradição nipônica, o nome Sakura provém de uma lenda: a princesa Konohana Sakuya Hime caíra perto do Monte Fuji e dela se originou uma frondosa cerejeira. Na filosofia samurai — “viver o presente sem medo” — a flor de cerejeira também era apreciada pela efemeridade, sendo associada ao código dos guerreiro, o Bushido. Lembra-te da fragilidade e da fugacidade da vida e aproveita dela cada momento. Esta é a lição que reside na flor.

joy-of-nature-tulipas

SIMETRIA DOS BULBOS

Se fecharmos os olhos para imaginar uma paisagem na Holanda, somos automaticamente transportados para as plantações de tulipas. Composições quase perfeitas, gráficas, oníricas. Após um longo inverno, a partir de final de março a meados de maio, chega a vez da temporada de tulipas no país. No parque Keukenhof, em Lisse, são sete milhões de bulbos, organizados em pavilhões e mosaicos temáticos. Uma profusão colorida, que desafia nossa capacidade de distinguir dentre tantos tons de vermelhos, laranjas e amarelos. Se deseja uma incursão mais nativa, pegue um trem para o interior, de Amsterdam para Den Helder, e atravessará uma jornada repleta de campos de tulipa florescendo por todo o norte da província.